sexta-feira, 25 de julho de 2014

sexta-feira, 18 de julho de 2014

MOTORES (ZDZ) UMA BOA OPÇÃO.

 
 
 
 
 
 
video video
E AI ALGUEM VAI ANIMAR?

quarta-feira, 2 de julho de 2014

ENCONTRO NESTE DOMINGO DIA06/07/2014 EM UBÁ

Galera do MURIAERO, o Matheus presidente do clube de aeromodelismo em UBÁ esta convidado a todos que quiserem comparecerem neste domingo para um encontro de confraternização. Juntamente neste dia terá um churrasco, pede se a cada um que leve 500gr de carne e mais um refrigerante. Vamos fazer um empenho de irmos. Aqueles que puderem ir favor postar no blog. 
Segue de acordo com link do Frank.


domingo, 29 de junho de 2014

Receita estuda acabar com isenção para compra online no exterior



Novo sistema integrado aos Correios deve aprimorar fiscalização sobre compras no exterior e entra em vigor no ano que vem
Quem compra em sites de comércio eletrônico no exterior, como eBay e Aliexpress, e, para driblar impostos, declara valor menor do que US$ 50, buscando a isenção de tributos; ou ainda pede para que os produtos adquiridos nestes sites sejam enviados como se o remetente também fosse uma pessoa física, deve ficar alerta. 
A Receita Federal estuda mudar a regulamentação para encomendas internacionais recebidas pelos Correios e por empresas de entrega expressa com o objetivo de incluir na norma uma nova realidade, a do comércio eletrônico global.
O órgão federal também busca deixar claro um entendimento que já existe com relação a encomendas postais de pequeno valor, expresso em nota técnica: o de que não há isenção para encomendas postais realizadas entre pessoas físicas caso envolvam lucro, ou quando o remetente se apresenta como pessoa física quando se trata, na verdade, de uma loja.
Isso porque a Receita se guia pela portaria nº 156, do Ministério da Fazenda. Publicada em 1999, ela aponta que uma remessa postal internacional com produto no valor de até US$ 50 tem isenção do Imposto de Importação desde que o remetente e o destinatário sejam pessoas físicas. Ou seja, não pode haver dinheiro envolvido.
A isenção de US$ 50 para compras no exterior é uma lenda" (Fabiano Blonski, inspetor-chefe-adjunto da Receita em Curitiba)
O Decreto-Lei nº 1.804, de 1980, que a portaria 156 regulamenta, apenas previa a possibilidade de isenção do imposto de importação em remessas de até US$ 100, também quando destinadas a pessoas físicas. 
Fabiano Blonski, inspetor-chefe-adjunto da Receita Federal em Curitiba, diz que, para o Fisco, só há isenção quando não houver transação comercial, em caso de presentes, por exemplo. "Exceto neste caso, o consumidor devem pagar impostos. A isenção para qualquer mercadoria até o valor de US$ 50 é uma lenda".